Histórias de uma animação histórica...

Espaço de reflexão e partilha de histórias sobre a dinamização educativa da exposição sobre o ouro popular português "O trajar e o ourar" no Museu de Lamego.


11 abril 2005

As ceifeiras

Em vez de um, as crianças encontram dois chapéus de palha! Duas simpatiquíssimas ceifeiras andam a cantarolar pelos campos, ceifando. Apresentam-se, explicando o que fazem e mostrando quer espigas de trigo quer a própria foice! Os chapéus de palha servem para se proteger do sol!

Image hosted by Photobucket.com

Rapidamente as crianças apresentam o seu problema: procuram jóias para a Antonieta que anda a chorar... As ceifeiras só encontram uma solução: pedir às suas amigas que mostrem o seu ouro a estes novos amigos. E de vitrine em vitrine, as crianças são apresentadas às amigas e analisam as jóias que estas usam em busca dos diferentes motivos que estas ostentam. É um trabalho difícil que requer muita concentração! Por isso o grupo é dividido e apoiado pelos cúmplices de exploração.

Image hosted by Photobucket.com

Surgem algumas dificuldades como o motivo "borboleta" que para as crianças era mais parecido com um coração invertido, mas a meia lua, as uvas, a estrela, a flor e a cruz foram identificadas sem problemas. As crianças também excluiram sem problema os motivos "intrusos" que constavam da lista que lhes foi fornecida para depois apresentarem à D. Antonieta.

O bispo

Image hosted by Photobucket.com
Felizmente o bispo encontra-se por perto... Para além da sua mitra decorada a fio de ouro, o bispo tem uma belíssima cruz e um manto lindo, dourado! Alguns dos grupos identificam o manto como mais um objecto a integrar a lista de coisas feitas de ouro. Por trás do bispo, o seu transporte aguardava o regresso dos cavalos que, muito convenientemente, se encontravam a descansar durante a vista das crianças... Estando satisfeita a curiosidade sobre as jóias do bispo e esclarecida a impossibilidade da dama Antonieta usar algo semelhante, o João de deus volta a ajudar lançando uma pista que envolve encontrar um chapéu de palha...

João de Deus

Depois das crianças analisarem a prima e terem desenhado, no retrato da dama Antonieta, as suas jóias, são interpeladas pelo João de Deus que, curioso, lhes pergunta porque andam por aquelas partes.
Image hosted by Photobucket.com 
Com ajuda dos cúmplices de exploração a situação é explicada: as jóias, a busca, a necessidade de informação... João de Deus admite conhecer jóias muito lindas: as do Senhor Bispo! E assim as crianças são convidadas para uma visita ao Bispo...

Uma rica experiência...

Esta foi sem sombra de dúvidas das melhores experiências que já pude vivênciar até hoje. Isto claro, tendo em conta a profissão que decidi escolher.Foi sem dúvida muito enriquecedor e confesso que de princípio, estava um pouco apreensiva em relação ao sucesso que este nosso projecto podesse vir a ter. Agora que já passou, sinto- me contente e preparada para todos os eventuais desafios que me possam sugir ao longo da vida. É bom correr riscos... é ainda melhor conseguir superá- los!!! Venham mais oprtunidades de demonstrarmos que somos capazes de criar situações tanto lúdicas como (in)formativas.